Tite sai fortalecido de crise na seleção brasileira e ganha novo fôlego rumo ao Qatar
10/06/2021 08:40 em Esporte

Tite escapou sem arranhões da maior crise que viveu desde que assumiu a seleção brasileira, em 2016. Pelo contrário. O treinador caminha para sua segunda Copa América fortalecido entre os jogadores e sem seu maior opositor no caminho: Rogério Caboclo.O técnico e o restante da seleção tiveram o dia de folga. À tarde, o treinador divulgou a lista de jogadores convocados para a Copa América. Não houve surpresas. Ele manteve os 24 convocados para os jogos das Eliminatórias. Rodrigo Caio, que reforçou o grupo devido à lesão de Thiago Silva, retornou ao Flamengo. A Conmebol ampliou o número de inscritos para a competição para 28, com a alegação de oferecer às equipes uma margem maior de opções para o caso de perda de jogadores por Covid-19. O prazo final para o repasse dos nomes é esta quinta-feira. Ainda assim, o Brasil deve optar por manter uma lista mais enxuta.Os jogadores retornam da folga na sexta-feira e se reapresentam em São Paulo, onde treinam. Com o grupo novamente reunido, a seleção inicia a preparação para a partida de estreia na Copa América, domingo, contra a Venezuela, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, apesar de terem se posicionado contrários à realização da competição.

A contrariedade à competição não foi consenso entre os jogadores. Atletas mais novos, que ainda não se sentem consolidados no grupo de Tite, vislumbram na Copa América uma oportunidade para somarem pontos de olho na Copa do Mundo do Qatar. Os mais veteranos reclamaram da competição depois de um calendário exaustivo no futebol europeu e apenas dois anos depois da última edição, também realizada no Brasil.

COMENTÁRIOS